Fiemt produz documento com propostas para o desenvolvimento industrial de MT

14/09/2022 - 14h53
prioridade
Aumentar a industrialização é um dos principais caminhos 

A Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt) produziu o documento intitulado “Prioridades da Indústria 2023-2026” com propostas para o aumento da competitividade do setor e o desenvolvimento econômico e sustentável do estado. 

Para o presidente da Fiemt, Gustavo de Oliveira, aumentar a industrialização é um dos principais caminhos para crescimento do estado, pois a indústria tem capacidade de influenciar todos os outros segmentos econômicos, multiplicando os índices de produtividade e de ganhos reais para a economia.

E já estamos no rumo certo. Conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Mato Grosso tem a indústria que mais cresce no Brasil. O estado foi o que registrou o maior crescimento das atividades industriais no primeiro semestre de 2022, com alta de 22%. O setor é responsável pela geração de mais de150 mil empregos e representa 16% do PIB de Mato Grosso.

O presidente ressaltou que a Fiemt mantém diálogo permanente e transparente com os Poderes Legislativo e Executivo a fim de representar e defender os interesses gerais das indústrias e que no período de eleições gerais têm mais uma oportunidade de debater e contribuir com a construção de políticas públicas. 

“As transformações ocorridas na sociedade e a complexidade do mundo atual, com pandemia e guerra, nos trouxeram novos desafios que se somam a demandas clássicas para o setor. Apresentamos propostas que têm possibilidades reais de serem implementadas e que estão em consonância com o que o mundo pede, uma economia baseada em pilares sustentáveis ambientais, sociais e econômicos”, explicou Gustavo. 

Construção democrática 

Prioridades da indústria
Trabalho foi produzido pelo corpo técnico da Fiemt depois
de ouvir todos os segmentos industriais

O trabalho foi produzido pelo corpo técnico da Fiemt depois de ouvir todos os segmentos industriais de Mato Grosso por meio de pesquisa qualitativa realizada pelo Instituto Euvaldo Lodi (IEL MT).  Apesar das particularidades de cada setor, as dores e os desafios têm pontos de convergência que foram apresentados em dois grandes grupos: cenários atuais e sementes para o futuro. 

A Fiemt também buscou como referência parâmetros mundiais de desenvolvimento econômico sustentável, sendo a base principal os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU). 

Dessa madeira, é apresentada aos candidatos uma matriz de prioridades de temas que têm correlação direta com o trabalho desenvolvido pela indústria e também temas transversais, como inclusão, saúde, segurança e bem-estar social. 

As propostas são apresentadas dentro dos seguintes capítulos: força trabalho, educação para o emprego, infraestrutura de energia e logística, eficiência do governo, políticas de internacionalização, tributação, financiamento, diversidade e inclusão, tecnologia e inovação, economia verde, Investe MT e viver melhor em Mato Grosso.

“É a junção de inúmeros fatores que tornará o ambiente de negócios para a indústria mais atrativo em nosso estado, estimulando o desenvolvimento sustentável e melhores condições de vida para toda a sociedade mato-grossense”, explicou o presidente da Fiemt. 

O “Prioridades da Indústria 2023-2026” está sendo enviado aos candidatos ao governo de Mato Grosso, Senado e está à disposição de outros candidatos e da sociedade no site da instituição. 

Clique aqui e acesse o documento

Texto: Ana Rosa Fagundes | Fiemt

Acompanhe o Sistema Fiemt nas redes sociais:

Sistema Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso
Avenida Historiador Rubens de Mendonça, 4.193 - Centro Político Administrativo
Cuiabá - MT / CEP 78049-940 | Fone: (65) 3611-1500 / 3611-1555