Fiemt apresenta demandas do setor industrial para candidato a senador Neri Geller

21/09/2022 - 14h53
Prioridades da Indústria
Visita tem por objetivo apresentar as principais demandas  do
setor industrial. Foto: Edson Rodrigues

O documento “Prioridades da Indústria 2023-2026” feito pela Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt) também foi entregue para o candidato ao Senado, Neri Geller (PP-MT). Ele foi recebido pelo presidente da Fiemt, Gustavo de Oliveira, e diretores da Federação em encontro realizado nesta quarta-feira (21.09). A visita tem por objetivo apresentar as principais demandas do setor industrial, visando o desenvolvimento e expansão sustentável da atividade econômica no estado. 

O presidente da Fiemt apresentou o documento composto por 12 eixos temáticos e reforçou a necessidade de implementação de uma estratégia nacional para o desenvolvimento do setor industrial. Em especial, destacou as propostas de criação de políticas de acesso a crédito para modernização das indústrias, taxas de juros competitivas, ampliação da política de internacionalização e formação de trabalhadores. 

“Mato Grosso tem uma base agropecuária forte e é justamente aí que está oportunidade para o salto de desenvolvimento que precisamos no setor industrial. Para isso, precisamos de condições favoráveis, tais como as que o agronegócio conquistou, como tributação justa e políticas de crédito para toda a cadeia”, explicou Oliveira. 

Sérgio Antunes, vice-presidente da Fiemt, destacou a simplificação da legislação tributária como pauta urgente para a indústria e outros setores produtivos do Brasil. “A complexidade na cobrança tributária gera muitas dúvidas para o empresário. No setor têxtil, por exemplo, indústrias pequenas conseguem trabalhar, gerar emprego e se desenvolverem. Quando fazem planejamento para crescer e expandir, esbarram na complexidade tributária que trava o desenvolvimento da empresa e, consequentemente, de todo o setor”.

Prioridades das Indústria
O candidato afirmou que a criação de um ministério da indústria
está em suas propostas de campanha. Foto: Edson Rodrigues

Neri aproveitou a oportunidade para falar sobre a sua trajetória profissional e política como representante da Associação dos Produtores de Soja (Aprosoja), deputado federal e ministro da agricultura, destacando as conquistas para o agronegócio e sociedade mato-grossense. Ele lembrou do trabalho feito em conjunto com a Confederação das Indústrias (CNI) e Fiemt, se comprometendo, caso seja eleito, a dar prosseguimento à defesa do desenvolvimento industrial. “Sempre fui muito alinhado com a Fiemt e CNI, que me ajudaram com a elaboração de relatórios importantes, como o da proposta que trata do licenciamento ambiental”.

O candidato afirmou que a criação de um ministério da indústria está em suas propostas de campanha para que o setor tenha mais força na tomada de decisões e criação de políticas que incentivem o seu desenvolvimento. “O fortalecimento da indústria de Mato Grosso e do Brasil é importante para a economia, para a geração de empregos e para darmos dignidade às pessoas, erradicando a fome. Saio daqui muito satisfeito, levo as demandas do setor com o compromisso de implementá-las depois de eleito”, pontuou Neri.

Clique aqui e confira a galeria de fotos.

Texto: Vivian Lessa | Fiemt

Acompanhe o Sistema Fiemt nas redes sociais:

Sistema Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso
Avenida Historiador Rubens de Mendonça, 4.193 - Centro Político Administrativo
Cuiabá - MT / CEP 78049-940 | Fone: (65) 3611-1500 / 3611-1555