Documento com demandas da indústria é entregue para candidato Marcos Ritela

21/09/2022 - 17h27
ritela
Marcos Ritela recebe Prioridades da Indústria 2023-2026

Criar um programa permanente visando ampliar a qualificação e o emprego no segmento industrial é uma das demandas apresentadas no documento “Prioridades da Indústria 2023-2026” feito pela Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt) e que, nesta quarta-feira (21.09), foi entregue ao candidato a governador, Marcos Ritela.

O presidente da Fiemt, Gustavo de Oliveira, e demais diretores da Federação apresentaram as principais demandas do setor industrial, visando o desenvolvimento e expansão sustentável da atividade econômica no estado. “É preciso pensar estrategicamente na educação para o emprego. A falta de profissionais qualificados é um grande entrave para o desenvolvimento do setor industrial de Mato Grosso”, pontuou.

Segundo ele, estudos apontam que há vagas disponíveis e dificuldade para preenche-las. No entanto, para aumentar a eficiência do setor é preciso investir em educação da força de trabalho. “A indústria remunera melhor do que outros setores, em especial aos profissionais que trabalham em equipamentos ou plantas industriais mais avançadas. Temos o desafio de mostrar para as pessoas que por meio de seus esforços elas podem acessar melhores oportunidades”.

ritela
Educação para o emprego é uma das pautas apresentadas

Marcos Ritela reiterou o compromisso com o setor industrial destacando a necessidade de transformar o estado e promover o crescimento das indústrias. “No nosso plano de governo pensamos no setor industrial, mas receber um documento detalhando as necessidades do segmento auxilia na execução das metas”.

De acordo com ele, a qualificação é algo primordial. “O modelo antigo de quadro, papel e lápis precisa ser aperfeiçoado às novas exigências tecnológicas e com foco no mercado de trabalho, temos que ter cursos preparatórios para a população”, afirmou.

O candidato ressalta que o estado perde ao exportar produção primária. “O couro que sai de Mato Grosso precisa ir para o Rio Grande do Sul, por exemplo, para ser processado e voltar a ser comercializado no estado”.

Marcos é o segundo candidato a Governo que recebe o documento elaborado pela Fiemt. As demandas do setor industrial também já foram entregues para o candidato à reeleição, Mauro Mendes.

Texto: Vívian Lessa | Fiemt

Acompanhe o Sistema Fiemt nas redes sociais:

Sistema Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso
Avenida Historiador Rubens de Mendonça, 4.193 - Centro Político Administrativo
Cuiabá - MT / CEP 78049-940 | Fone: (65) 3611-1500 / 3611-1555